Web Summit: entrevista com CEO da Moringa e previsões para o marketing em 2022

A semana entre 31 de outubro e 06 de novembro foi marcada pelo Web Summit Lisboa 一 um evento de negócios, tecnologia e inovação com o intuito de conectar startups e empresas brasileiras com o ecossistema empreendedor de Portugal.

Bruno Ladeira, CEO da Moringa, esteve presente para expandir conhecimentos, oportunidades e fazer valer a afirmação de que a agência está sempre preparada para o novo. Confira uma entrevista com o Bruno sobre o Web Summit e as principais apostas para o marketing em 2022!

• Entrevista com o CEO Bruno Ladeira:

Na sua visão, quais são as vantagens de participar de um evento como o Web Summit e qual foi o seu maior aprendizado do evento?

Bruno — Estamos vivendo na era do marketing focado no consumidor. A transformação e a inovação digital estão ressignificando os hábitos e a jornada dos consumidores. E o Web Summit é um evento inovador que traz todo esse conhecimento.

O grande aprendizado é que a área de dados das empresas precisa trabalhar em perfeita consonância com o marketing. Se eu pudesse resumir, diria que, numa estrutura organizacional, as duas áreas precisam estar juntas. É daí que saem as decisões, você é mais assertivo e consegue construir estratégias fundamentadas para atuar da melhor maneira possível.

Como podemos aplicar o conhecimento do Web Summit no Brasil?
Bruno — Ficou muito clara a presença da inovação e da educação colaborativa 一 e isso pode significar um passo enorme para a sobrevivência das companhias em meio a tanta inovação. É deixar o ego de lado e procurar e oferecer ajuda. Estamos passando por uma transformação tão grande que, se você tiver humildade para pedir ajuda e usar tecnologias desenvolvidas por outras empresas, pode significar a sobrevivência do seu negócio. Sozinhos não somos capazes de acompanhar todas as mudanças que o mercado tem apresentado por meio da inovação e tecnologia.

Qual foi o maior destaque para você no evento?
Bruno — O que me impressionou no evento foi a real aplicabilidade de algumas tecnologias. Uma delas é a inteligência artificial sendo utilizada para a construção de conteúdo. Já está em prática, é realidade e tende a aumentar.

• Insights

Ano de ouro

De acordo com especialistas, em 2022, o marketing será impulsionado pelo estímulo da economia e do PIB global. No ano seguinte, veremos a aceleração da transformação digital nas áreas de vendas, tecnologia da informação e marketing.

Alta demanda
De acordo com a painelista Jane Wakely, há alta demanda no marketing para negócios com uma cultura de rapidez e alta adaptabilidade. Alguma dúvida de que estamos no caminho certo?

O futuro é híbrido

Cada vez mais, as empresas precisam incorporar o mindset de que não importa de onde as ideias vêm. Tá aí um espaço para as agências contribuírem com diversidade e integração.

Mudança de rota
O PIB e o marketing digital vão crescer, mas mais importante que “quanto investir” será “onde investir”.

Reinvenção
“Sustentabilidade” e “propósito” foram termos bastante ouvidos nas conversas, pitches e palestras do evento. O marketing deve construir marcas voltadas para o impacto positivo, tendo em vista a crise climática e o mundo pós-pandemia.

Créditos ao portal Metrópoles.

Somos uma agência de várias culturas, várias línguas, várias formas de pensar, agir e ser.

Somos uma agência de várias culturas, várias línguas, várias formas de pensar, agir e ser.